sábado, abril 16, 2016

Deus nos escolheu, mas nada nos faz merecer



"Dizendo-se sábios, tornaram-se tolos," - Paulo de Tarso em Romanos 1:22


Nos dias em que vivemos o espetáculo da fé se faz cada vez mais presente, a menor sintonia que se faça em 99% dos programas chamados "evangélicos" daqueles que se dizem propagar a verdadeira fé cristã, uma sensação é real para quem tem o minimo de discernimento, fé e conhecimento bíblico.
-Que tolice é esta?

Panos, toalhas, sabonete, shows, uma infinidade de artifícios que são declarados santos, mas quando nos apegamos nas escrituras, vemos apenas a fé.
João e Pedro praticaram a fé apenas com o seu amor a Cristo.

"Disse-lhe Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou; em nome de Jesus Cristo, o nazareno, anda" Atos 3:6

A praticidade da fé tem sido distorcida a troco da reverencia humana, apóstolos que fazem verdadeiros espetáculos televisivos.
A sã doutrina que é o amor a o próximo como a ti mesmo, tem sido colocada a parte, para que aqueles que possuem bens, sejam aclamados como abençoados por Deus.

O que Paulo de Tarso diria se encontrasse muitos destes lideres é algo que ficará apenas no pensamento, mas suas cartas muito dizem sobre a sinceridade e a verdadeira religião.


"Pois trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura antes que ao Criador, que é bendito eternamente. Amém.". Romanos 1:25

Quando as escrituras declamam que a palavra de Deus é a sua revelação, como podemos seguir um líder religioso que nem ao menos leu as escrituras inteira.
Pastores com pouco conhecimento bíblico, transformam igrejas em poços de doces para lobos hereges.
Onde muitas vezes os cegos acreditam mais em revelação do nas próprias escrituras sagradas.

"conforme está escrito: “o justo viverá pela fé”. Como confirmação do que acabou de dizer, Paulo cita Habacuque 2.4b. O sentido do original hebraico é que o justo será preservado vivo por causa da sua fidelidade (ou seja, sua firme lealdade). referência era provavelmente ao povo judaico contrastado com seus opressores gentios, e a vida, a que se aludia, era verossimilmente sobrevivência política; no entanto, a tendência a entender a frase com referência ao indivíduo far-se-á sentir bem cedo. A Septuaginta (isto é, a versão principal grega do a t ) tem, em lugar de “por sua fé”, “por minha fé”, o que poderia significar, quer “por minha [ou seja, “de Deus”]fidelidade”, quer “pela fé em mim [ou seja, “em Deus”]”. Paulo não conserva nem “minha” nem “sua”, e ele entende a declaração do profeta à luz do evangelho.". (Comentário Bíblico de Romanos - CEB- CRANFIELD - VIDA NOVA).


Existe um contrastes imenso sobre o que se tem pregado sobre a fé nas igrejas evangélicas de linha pentecostal nos dias de hoje.
Pelagismo, fé muito mais por obras do que pelo amor a Cristo.
Mas estamos nos esquecendo do mais importante simbolo do cristianismo que é o amor.
Pois Deus de seu filho por amor a nós, mas o evangelho que é pregado na televisão e em muitos púlpitos é o espelho, onde o eu e as coisas materiais são um passaporte para lideres com seu cunho empresarial e pouco para o amor.

Deus nos escolheu muito antes da fundação do mundo, mas a igreja da televisão tem se esquecido da simplicidade da fé.


quinta-feira, abril 14, 2016

O mundo, a politicagem e o cristianismo


A César o que é de César e a Deus o que é de Deus.


O mundo politico muitas vezes prega a separação da fé com o compromisso e a vida politica.
Pelo menos o pensamento imperativo da sociedade pós-moderna assim classifica como deve ser o comportamento na área politica.
Mas na realidade o que vemos quase que diariamente é a pragmatização do messias no individuo politico.
Pois nestes tempos de crise politica e econômica que estamos vivendo no Brasil,muito tem se discursado com conotação messiânica e apocalíptica nos rincões de brasília.
Mesmo a presidenta que é comunista declarada tem aceitado as declarações de fé de alguns companheiros.
Muitos políticos que professam a fé protestante tem inflado as bancas e plenários com discursos da mais alta altivez populista.
Pouco realmente tem se aproveitado destes momentos difíceis para que aqueles que se dizem ser os representantes da fé, não tem sido e se comportando diferente dos profissionais da politica.
Desde a formação do estado de Israel que as Escritura Sagradas tem em suas história muitas questões sobe o comportamento dos políticos.

Jesus Cristo deixou uma mensagem bem clara sobre as questões de governo e vida de fé, que as duas são importantes e que se alguém que se declara seguidor de Cristo e se envereda pelos caminhos da politica deverá ter sua vida ilibada.

Quando vemos a situação a que alguns lideres e políticos cristãos se digladiando por terem pensamentos e posições dispares.
Uma conclusão simples é a que sem tem, o interesse pessoal sempre estará acima do bem comum.
E principalmente acima do ensinoque o mestre nos deixou.








terça-feira, junho 23, 2015


A verdadeira fé não provem da religião, mas do coração.

Muitas igrejas vivem como verdadeiras empresas, mas estão muito longe da simplicidade do Evangelho.






quinta-feira, agosto 07, 2014

Declaração/Credo Apostólico


Declaração

"Cremos: que a Igreja de Cristo é invisível e não está situada, fixada ou limitada em certo lugar, nem ligada a certas pessoas e denominações religiosas; que ela se expressa na vida comunitária dos cristãos, e não nas igrejas e organizações eclesiásticas cristãs; que estas, por visarem um crescimento numérico, esquecem a verdadeira expressão da fé cristã, a vida comunitária, e subjugam a vida cristã à ética do mercado.
Cremos: que a adesão da igreja à ética de mercado e à política constitui uma prostituição, equivalente à adesão das igrejas luterana e romana ao nazismo; que o consumismo é uma ideologia pior que o nazismo e que a adesão das igrejas cristãs à ética de mercado é uma prostituição abominável perante Deus.
Assim nos declaramos cristãos pós-denominacionais ou inclusivos, pois cremos viver a vida cristã desvinculados de qualquer igreja ou denominação cristã, e que se inclui como cristão qualquer pessoa que crê e declara crer no Credo Apostólico, e tem comunhão com ao menos dois ou três cristãos, independente de ligação com igreja ou denominação."

Credo Apostólico

Creio em Deus Pai, Todo-poderoso criador do céu e da terra.
Creio em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido por obra do Espírito Santo;
nasceu da virgem Maria; padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado;
desceu ao Hades; ressurgiu dos mortos ao terceiro dia; subiu ao céu; está assentado à mão direita de Deus Pai Todo-poderoso, de onde há de vir para julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito Santo; na santa Igreja universal; na comunhão dos santos;
na remissão dos pecados; na ressurreição do corpo; na vida eterna.
Amém.

Copiado do BLOG: http://posdenominacional.blogspot.com.br/
(Resume bem meu pensamento)

sexta-feira, abril 04, 2014



O REINO ETERNO

O SALMO 145:13 DECLARA “O TEU REINO É UM REINO ETERNO; O TEU DOMÍNIO ESTENDE-SE A TODAS AS GERAÇÕES”.

A esperança eterna de todo aquele que crê na salvação por Cristo Jesus, a mensagem de Davi é muito clara.
Todo aquele que estiver com seu nome escrito no livro da vida, estará para sempre no reino de Deus, pois ele acalenta os fracos, sustenta os necessitados, recompensa os oprimidos, da vista aos cegos, mesmo quando esta cegueira não é a dos olhos, mas principalmente a do coração.
O profeta Daniel declara “E o reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão e lhe obedecerão”  (Daniel 7:27)
Grant R. Jeffrey declara em seu livro CÉU – O MISTÉRIO DOS ANJOS, “... O Senhor Deus não nos deixou na escuridão em relação ao nosso futuro espiritual. Deus revelou verdades a respeito de sua natureza, seu propósito, e o nosso destino final: céu ou inferno. Deus conseguiu que isso fosse feito através de sua maravilhosa revelação da verdade, que é a Bíblia”.
Muitos cristãos às vezes parecem que querem viver seu apenas para partilhar as bênçãos terrenas, esquecem que a nossa esperança esta no reino vindouro de Cristo.
A eternidade é a garantia que Jesus da a seus discípulos e para todo aquele que persevera na fé de Jesus, pois foi esta a promessa que esta no livro de João “Pois vou preparar-vos um lugar, E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais também”. (João 14 23).
Oremos para que a esperança da eternidade esteja cada vez mais fortalecida em cada coração, que esta alicerçado no Deus de Israel.


 Em Cristo

Sandre Maciel