quarta-feira, maio 25, 2011

O COLAPSO DA VIDA

"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Hebreus 11:01


Um mundo a beira de um colapso é a natureza que vivemos nestes dias presentes, cada vez mais distante de Deus e próximo a ruína.
viver pela fé nos dias de hoje é algo cada vez mais secundário e isto se falando daqueles que professam a fé cristã.
Pois no Brasil estamos vivendo um verdadeira explosão de pessoas a procura de curas, milagres, prosperidade.
Mas seguir a Cristo como senhor e salvador de sua vida parece algo fora de questão para muitos frequentadores de igrejas em nosso país.

Imagino o que um cristão egípcio reagiria se entrasse em um templo neopentecostal ou até em algum grande templo de algumas igrejas no Brasil acho que sua reação seria impactante demais.
Afinal nosso bezerro de ouro dos dias de hoje esta cada vez mais incutido dentro do dia a dia evangélico a bênção.
Se sofrêssemos as mesmas perseguições que sofreram os cristãos iraquianos que milhares tiveram que abandonar seus lares e seus país em razão de sua fé.
Será realmente que professaríamos esta mesma fé?
estamos disposto a contribuir em campanhas para receber carros, casas, empregos dos sonhos e muito mais.
Mas estaríamos dispostos a dividir nosso dinheiros em prol de ajudar os drogados da Cacrolandia?
Muito poucos são os que realmente se desprendem de coisas e se dispõem a dar um pouco do seu tempos para ajudar a viciados em drogas.
No ocidente securalizado e de raízes cristãs o SERMÃO DA MONTANHA parece que perdeu seu grau de impacto em os cristãos.

"Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia" Mateus 5:7

Não somos mais capazes de chorar e estender a mão para os que sofrem aflição.
A péssima influencia da Telona em nossa cultura é tão impactante que não conseguimos mais cumprir o que Jesus nos ensinou no sermão.
A maioria dos grandes lideres denominacionais do Brasil ja possuem seu jatinho particular afinal o DEUS é o DEUS da prosperidade certo?
Tão errado quanto uma campanha de prosperidade em Luanda ou no meio do deserto que nenhum destes lideres estaria disposto a fazer.
O grande problemas não está nas riquezas claro, mas no coração humano e nos valores que são impostos a nós todos os dias.

Os cristãos ocidentais devem aprender cada vez mais a explanar a sua fé com cristãos de países como China rural, Oriente Médio sobre os valores de uma fé verdadeira e a espera do porvir.
E não apenas no conforto passageiro e terreno dos bens materiais.

Em Cristo

Nenhum comentário: