quarta-feira, agosto 18, 2010

O revés do dia em dia

Mesmo que eu pare na barca para pensar
o horror vai dominar o dia
porque o sentimento vai se esvairindo a cada momento
Não eu não posso tolerar esta imposição

A religião não deve ser a minha opressão
ela deve ser meu motivo d orgulho, minha razão de seguir em frente
Eu não quero mais tolerar o padre Belodia preocupado mais em estar na capa da Caras do que levar a mensagem aos aflitos.
Eu não quero mais ter que ouvir a pujança do reverendo Pádeserra, que preocupado com a compra de seu jatinho para que seu reino (ops), seu ministério cresça em riqueza e entretenimento, da-se ao fato de que no reino de Deus devemos crescer na graça e no conhecimento de Jesus Cristo.

O horror vai dominando a situação desde a manhã
a escada para o Paraíso vai ficando cada vez mais distante
Para aqueles que não deixam de adquirir as indulgências protestantes
Bem longe do amor mais parecido com o inferno
Afinal o macaco Belzebu é mais parecido com o infante Braga
do que o Sacerdote Montanha se parece com o Pastor Salsicha
A irrelevancia da religião me transporta para a escuridão

Eu tenho um sonho que não é o revés do dia a dia
Mas o amor que não transforma o errante em um monstro
mas consegue superar os erros e não transforma lo em em ódio
a simplicidade é a marca do simples combatente
onde a paciência anda lado a lado com o amor

Afinal o vazio não pode ser preenchido com o prazer
senão o buraco estará cada vez mais aberto e as consequencias serão devastadoras
mas a razão deve ser posta em pratica com o mais puro dos sentimentos
pois a caridade e o amor estão entrelaçados infinitamente

E a razão da existência do homem não pode estar no vazio
nem na exuberância do prazer
mas eu ainda encontro sentido no valor da vida
Onde o criador faz nascer o sol e alegrar a manhã sombria.

Nenhum comentário: