sexta-feira, março 07, 2008

Num tempo

" Pede-me e eu te darei as nações por herança e os confins da terra
por sua possessão" Salmo 2:8

Mateus registra que Jesus reconheceu este poder quando comissionou os
discípulos de todas as nações ( Mt. 28: 18-20)
e o que realmente temos feito?
Vivemos num tempo de ,mega-templos, belos templos e belas igrejas, mas
o mundo jaz no maligno.
Vivemos num tempo que muito se fala em prosperidade e exigir de Deus,
mas almas estão indo para o inferno e a igreja o que tem feito?
Vivemos num tempo em que novidades cristãs aparecem mais e mais a
todo momento, e a igreja cada dia não se mostra diferente do mundo.
Vivemos num tempo em que os títulos se proliferam cada dia mais e
mais, aparecem , apóstolos, bispos, reverendos, pescadores de
aquários, vice-Deus, etc.
Mas servos entre os pobres já não existe mais.
A igreja ficou na Avenida principal com estacionamento pago.
Vivemos num tempo de um cristianismo de duas faces,
O lado essencialmente religioso, cheio de regras e sem vida, onde não
existe espaço, para o perdão e a misericórdia.
O lado totalmente prospero e prazeroso, onde a prosperidade, a
felicidade e os sermões que queremos ouvir, estão acima da cruz de
Cristo.
Vivemos num tempo onde o evangelho da obediência cega é cada dia
mais pregado, e não da salvação e liberdade em Cristo.
Vivemos em tempos de donos de igreja, estrelas de Jesus, artistas da
fé, são cada dia mais e mais, tem mais importância que o " Rei dos
Reis" e " Senhor dos Senhores".
Vivemos num tempo em que são pregados sermões e mensagens em que
declaram que somos "sócios de Jesus" em que nossas bênçãos vem de
acordo com nossos dízimos e ofertas,
Vivemos num tempo em que Deus é 10, Deus é fiel, Deus é isso, Deus é
aquilo, a igreja tem se esquecido que Deus é santo.

Senhor estou aqui em prantos pela sua igreja, que esta cada dia mais
longe de ti, e perto do mundo.

Glória ao eterno Deus

Nenhum comentário: